sexta-feira, 11 de novembro de 2011

MOÇÃO DE REPÚDIO À REITORIA DA USP E À AÇÃO DA PM-SP

As entidades estudantis da UNESP-Bauru manifestam seu repúdio à reitoria da USP que
junto a Polícia Militar do Estado de São Paulo realizou uma das mais covardes ações de
repressão aos estudantes vista nos últimos anos. A "aula de democracia" do governador
do Estado de São Paulo foi a de colocar 400 policiais fortemente armados, helicópteros,
cavalaria e cães contra os estudantes, reproduzindo um verdadeiro cenário de guerra,
pouco visto em quaisquer lugares ou manifestações públicas, que levou a prisão mais de
70 estudantes desarmados.

Apoiamos a reivindicação de fim do convênio da Reitoria da USP com a Polícia
Militar. Como denunciam estudantes, professores e funcionários há tempos, a presença
ostensiva da PM no campus universitário – sob o argumento de ‘garantir a segurança’
– serve à criação de um cenário de repressão, cerceamento da autonomia universitária e
criminalização das manifestações na USP.

Repudiamos os meios de comunicação em massa e as manifestações em redes sociais da
internet que deturpam os aspectos políticos e sociais da ocupação, utilizando um antigo
e conhecido instrumento retórico na tentativa de desqualificação moral dos militantes
com a utilização de expressões tais como; vândalos, maconheiros, vagabundos,
filhinhos de papais.

Exigimos a imediata retirada dos processos!

Pela saída da PM do Campus!

Solidariedade aos estudantes!

Bauru, 10 de Novembro de 2011.

Assinam

CAPSI – Centro Acadêmico de Psicologia Faculdade de Ciências da UNESP-Bauru.

DACEL – Diretório Acadêmico César Lattes da Faculdade de Ciências UNESP-Bauru.

CAFCA – Centro Acadêmico Flávio de Carvalho da Faculdade de Arquitetura, Artes e
Comunicação UNESP-Bauru.

CAPF – Centro Acadêmico Paulo Freire Faculdade de Ciências UNESP-Bauru.

DADICA – Diretório Acadêmico Di Cavalcanti da Faculdade de Arquitetura, Artes e
Comunicação UNESP-Bauru.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

2º ATO CULTURAL

É o segundo minha gente!!

O ATO CULTURAL foi pensado enquanto uma atividade destinada a toda comunidade de Bauru. Dentro do espaço público chamado UNESP. 

Um sábado com atividades culturais...a programação é gratuita!!!

É só chegar e se achegar...

PROGRAMAÇÃO:
11h00 - Abertura
Venda de lanche bauru, espeto, refri, algodão doce, sorvete (Em frente à Biblioteca
)

12h00 - Aplicação de stencil (Em frente à Biblioteca)
Traga sua camiseta!!!

14h00 - Cineppem (SALA 1)
"O dia em que Dorival encarou a guarda"

16h30 - Oficina de Origami (Em frente à Biblioteca)

17h30 - Campeonato de taco (Em frente à Biblioteca)

19h00 - Oficina de frevo (Em frente à Biblioteca)

20h00 - Oficina de RAP com Dom Black e break com ONG Periferia Legal (Em frente à Biblioteca)

21h00 - Dom Black (Pátio dos DA's)

22h00 - Banda Aerolitros (Pátio dos DA's)


Exposição - "Movimento estudantil Unesp Bauru: dos primórdios até hoje em dia"
(Em frente à Biblioteca)





O som vai estar rolando o dia todo!!

LOCAL: UNESP-BAURU (Frente  biblioteca)
DATA: 22/10/2011
HORA: a partir das 11h

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Assembléia Geral dos Estudantes

DATA: 6/10/11.(Quinta-feira) 
HORÁRIO: 17:30

LOCAL: pátio da graduação da FC/FAAC
 

Pauta:
- Devolutiva do Congresso dos Estudantes da Unesp e Fatec (CEUF)
- Regimento do Grupo Administrativo do Campus (GAC)
...

Assim como foi chamada a assembléia que, entre outras discussões, elegeu os delegados para representarem o campus de Bauru no Congresso (CEUF), realizado nos dias 23, 24 e 25 de setembro em Presidente Prudente, é importante que as deliberações decididas sejam repassada ao conjunto dos estudantes de todos os campi, inclusive o de Bauru.


Além disso, a discussão sobre o regimento do GAC é necessária, uma vez que ele é a instância de decisões mais importante do campus de Bauru e infelizmente vem passando por cima de alguns direitos básicos dos estudantes, por exemplo, como não permitir o direito ao voto dos representantes discentes.
Os estudantes encaminharam uma proposta de regimento e no dia 11 de outubro haverá uma reunião para decidir o que será aprovado.

LEMBRANDO: é dia 6/10, quinta-feira, no pátio da graduação da FC/FAAC!

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

"Eu quero uma casa no Campus"...

É com essa melodia que esta na "boca do povo" desde da Ocupação de 2003 que iniciamos esse post sobre a: 


MORADIA ESTUDANTIL DE BAURU!!


Temos informações de que a empresa responsável pela construção da Moradia Estudantil de Bauru tem como prazo de entrega o dia 16 de Novembro de 2011.


A Moradia de qualidade e gratuita é direito do estudante!!


Reivindicação do Movimento Estudantil de Bauru de anos e anos!!
PARECE estar com os dias contados.....não podemos deixar que eles adiem (de novo) a entrega!!!


O número de vagas da moradia ainda é restrito...




Mais informações:


http://www.facebook.com/media/set/?set=a.153491004742438.34617.100002446194229







terça-feira, 13 de setembro de 2011

Funcionários terceirizados da USP paralisam atividades por atraso de salário


Cerca de 40 profissionais terceirizados, que trabalham no campus I da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos, paralisaram as atividades na manhã desta segunda-feira (12), para reivindicar o pagamento dos salários que, segundo os trabalhadores, estão atrasados há quatro dias.

De acordo com Pedro Alves Filho, do Sindicato dos Empregados em Asseio e Conservação de Araraquara, São Carlos e Região, a paralisação tem o apoio do sindicato, pois o atraso nos salários vem acontecendo todos os meses.

Os manifestantes informaram que só voltam ao trabalho quando o pagamento for efetuado.
A empresa informou que efetuou o pagamento dos funcionários na manhã desta segunda e que atrasou o pagamento por motivos burocráticos do banco. (boa justificativa, não?!?!?)


terça-feira, 30 de agosto de 2011

Pré - CEUF --> 06 de Set, próxima terça feira!




Convidamos a todos e a todas a participarem do Pré-CEUF (Pré - Congresso dos Estudantes UNESP-FATEC) que o Movimento Estudantil Bauru está organizando para a próxima terça feira. É muito importante a participação de vocês para compartilharmos e compreendermos as políticas que veêm sendo implantadas na nossa educação superior, tanto na UNESP, quanto na FATEC. O objetivo desse pré-congresso é nos organizarmos enquanto base local, para nos elegermos como delegados (esses tendo direito a voto na plenária final), quanto para alimentarmos nossas discussões para sermos representativos no próprio Congresso.

Programação:

9h às 12h - sala 01
Mesa
“Universidade: da palmatória à biometria. Um debate sobre as novas formas de opressão e repressão no Ensino Superior ”

14h às 17h  - sala 01
Grupo de Discussão (GD)
“Privatização da Universidade: fundações, Empresas juniores, funcionários terceiriza-dos, professores substitutos...”

18h30  - sala 01
Assembleia Geral dos Estudantes
Pauta:
- O que é CEUF?
- Eleição de delegados para CEUF


domingo, 28 de agosto de 2011

XX CEUF - Congresso dos Estudantes da UNESP/FATEC


Nos dias 23, 24 e 25 de Setembro será realizado o XX Congresso dos Estudantes da Unesp/Fatec.

O CEUF é o espaço de deliberação do movimento estudantil da Unesp/Fatec, e essencial para a rearticulação das lutas.

O CEUF será em Presidente Prudente!!

Segue a Programação:                                                                                                                                                   Sexta-feira (23/09/2011):
- Credenciamento-                                  
 19h:30m : Mesa sobre repressão aos movimentos sociais.                          
   -Atividade cultural no espaço do DA.                             Sábado ( 24/09/2011):
- 8h:30m às 10h:00: Organização do ME estadual e Nacional;                                                                             - 10h:30m às 12 organização do ME da UNESP e FATEC;  -Almoço 12h:00 às 14h;                                                   - 14h:00 às 15h:30m GD sobre privatização ;                   -16h:00 às 17h:30m GD sobre opressão/repressão;       -18h:00 às 20h:00 debate sobre conjuntura Nacional e Internacional;        
-20h:00 Janta;                                                                    

Atividade cultural na moradia estudantil.                                                        
 Domingo (25/09/2011):- 9h:00 Plenária.


sexta-feira, 26 de agosto de 2011

V Seminário do NEPPEM

Bom Dia Pessoas!!


O Núcleo de Estudos  e Pesquisa, Psicologia Social e Educação: Contribuições do Marxismo (NEPPEM) apresenta o filme “SiCKO - $o$ Saúde”

Seguido do debate após o filme que discutirá a realidade dos sistemas públicos e privaos de saúde no Brasil.

Neste sábado, dia 27 de agosto às 14h00 na sala 80 da Unesp Bauru!






Em “SiCKO - $o$ Saúde” , Michael Moore procura respostas no Canadá, Inglaterra e França, onde todos os cidadãos têm cuidados médicos gratuitos. Moore procura mostrar que o sistema de saúde estadunidense está em último lugar entre os países mais desenvolvidos, apesar de ter o custo por pessoa mais elevado que qualquer outro sistema de saúde no mundo. Finalmente, Moore reúne um grupo de trabalhadores de salvamento do ‘11 de Setembro’ que sofrem de doenças debilitantes, incapazes de receber ajuda no seu país e leva-os para o mais inesperado lugar: CUBA. Lá recebem o tratamento adequado, indisponível na sua e mais rica nação da terra.

O CINEPPEM é um projeto de extensão do NEPPEM que compreende a exibição de filmes para debater e refletir sobre a realidade social em diferentes áreas e temáticas. As atividades são coletivas, coordenadas e acompanhadas por membros do Núcleo.

Este trabalho localiza-se na interface Educação e Psicologia Social e está embasado nos pressupostos da Psicologia Histórico-Cultural, fundamentado na possibilidade do desenvolvimento da consciência individual e social a partir da mudança de sua(s) atividade(s), através do processo grupal, espaço fundamental para problematizar o cotidiano, desencadeando novas relações sociais.

O Cineppem, que agora apresenta “Sicko - $o$ Saúde”, já apresentou os filmes “O homem que virou suco” e “Estamira”. A próxima exibição será o filme “A Maçã” no dia 15 de setembro de 2011 na Unesp Bauru.
Confira também a programação do V Seminário do NEPPEM - "Psicologia Histórico-Cultural e Marxismo" - inscrições para trabalhos até 4 de setembro!

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Ato unifica dezenas de organizações da classe trabalhadora em Brasília!

Bom Dia!!


Acontece hj em Brasília um Ato que unifica dezenas de organizações da classe trabalhadora!
A mobilização esta acontecendo agora na  Esplanada dos Ministérios. 
Há informações de que cerca de 30 mil pessoas seguem em caminhada para entregar ao governo federal um documento com 13 pautas. 




Vamo pra luta!!

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Relato Sobre a Audiência Pública

Pouco mais de um mês depois, viemos aqui para relatar o que aconteceu durante a Audiência Pública.
Nossos próximos passos estão em construção.
Venha construir e colaborar!
O Movimento Estudantil se compõe e constrói de ESTUDANTES!

Reuniões às quartas-feiras, 17h30 no pátio dos DA's (onde fica a mesa de sinuca).
GD's (Grupo de Discussão) às terças-feiras 17h30 em frente à biblioteca.

Audiência Pública sobre Segurança na Unesp Bauru

Cerca de 70 pessoas participaram da Audiência Pública sobre a Segurança no campus da Unesp de Bauru do dia 20 de Junho de 2011, no anfiteatro Adriana J. Ferreira Chaves (Central de Salas). O objetivo da audiência era oferecer à comunidade um espaço para debater a segurança no campus, esclarecer as iniciativas tomadas pelo Grupo Administrativo do Campus (GAC) e propor novas iniciativas. Dentre os participantes estavam estudantes, funcionários, professores e os diretores das faculdades que compõem o GAC, e todos tiveram a oportunidade para contribuir com a discussão sobre a segurança, que é pertinente a toda a comunidade.

Iniciativas do Grupo Administrativo do Campus

No início da audiência, foi realizada a leitura do comunicado emitido pelo GAC no dia 26 de Maio, que destacava nove iniciativas: Reorganização de vários procedimentos relacionados às rotinas diárias do Setor de Vigilância; Treinamento dos Agentes; Fechamento dos caixas eletrônicos a partir das 22:00 de 6ª feira até as 06:00h de 2ª feira; Câmeras de segurança nas portarias principais; Fechamento gradual de alguns portões de acesso a pedestres; Realocação de alguns pontos de ônibus para que fiquem mais próximos das portarias principais; Poda de árvores que obstruem parcialmente a iluminação externa; Substituição de pontos de iluminação externa que se mostram ineficientes; Parceria com a Polícia Militar que envolverá rondas da PM mais periódicas no campus, elaboração de uma cartilha educativa contendo dicas de segurança pessoal e patrimonial, criação de um Conselho de Segurança do Campus. Após a leitura, representantes dos estudantes, dos funcionários e do GAC tiveram 10 minutos para levantar suas considerações sobre a segurança, e logo após as falas foi aberto ao público presente na audiência um espaço para declarações, questionamentos e propostas para melhoria da segurança no campus.

Reivindicações da Comunidade

As principais reivindicações da comunidade foram: Falta de espaços para debates sobre assuntos de interesse público; Participação nula dos estudantes e dos funcionários na administração da universidade: além da proporção injusta de 70% de professores, 15% de estudantes e 15% de funcionários nos demais órgãos colegiados, o GAC é um órgão colegiado em que apenas os diretores votam; Os poucos vigilantes da Unesp protegendo bancos privados: os bancos privados não possuem segurança suficiente nas agências dentro da Unesp, o que coloca em risco a segurança de toda a comunidade; Segregação e opressão da comunidade bauruense no campus, como o caso absurdo da polícia expulsando do campus um cidadão negro, que esperava sua namorada, por ele “não ser estudante”.

Propostas para melhoria da Segurança

Durante a audiência, as seguintes propostas para melhoria da segurança foram apresentadas:

- Reforçar a ronda dos vigilantes perto das salas.
 
- Efetivar a participação discente e técnico-administrativo nas reuniões do GAC (Grupo Administrativo do Campus), já que o mesmo é órgão colegiado, sendo garantidas essas representações com direito a voto.

- Propor junto à empresa de ônibus da cidade algumas modificações para o transporte coletivo que vai até a universidade. Que seja proposto que os horários noturnos se estendam; e que a linha passe a circular até a praça de esportes e futura moradia e também que circule dentro do campus.

- Construção e reformas do espaço físico da universidade afim de atender as normas da acessibilidade e inclusão da pessoa com deficiência.

- Propor para o banco privado que está dentro da universidade (Santander), que cuide de sua própria segurança. Já que não é de responsabilidade da segurança pública cuidar de um patrimônio privado.

- Incentivo ao horário de permanência dos alunos dentro do campus (eventos culturais, congressos, eventos, etc.).

- Defender o não armamento dos funcionários;

- Propor a Polícia Militar que faça ronda somente fora do campus, especialmente no período noturno.

- Investimentos na iluminação dentro do campus.

- Extinção das trancas nas salas de aula. E para aquelas que tiverem equipamentos (datashow, televisão, etc.), que estes sejam protegidos por grades, para que não restrinja o acesso dos estudantes às salas de aulas.

- Utilizar as guaritas inoperantes, melhorar a comunicação entre os vigias que fazem ronda  e entre eles e com a polícia, numa eventual ocorrência.

- Insistir na construção da passarela que ligue o campus com a praça de esportes e a futura moradia.

Saída dos diretores durante a Audiência Pública

Vale ressaltar que estas últimas propostas apresentadas pelos presentes na Audiência foram feitas na ausência dos diretores, uma vez que eles se retiraram da sala dizendo que estavam sendo ofendidos. O que motivou a saída dos mesmos da Audiência foi a fala de um aluno se referindo ao alto salário dos diretores, e que estes estariam mais preocupados em garantir seus interesses do que os interesses da Universidade Pública.
Os presentes na Audiência acharam, da mesma forma, desrespeitosa a atitude dos diretores de sairem antes da atividade terminar, impedindo que a comunidade acadêmica como um todo pudesse falar, questionar e propor medidas de segurança para nosso campus, ao contrário do que o GAC fez, propôs e efetivou as medidas para a “segurança” sem consultar a comunidade unespiana.
Entretanto, a saída dos diretores não invalida a Audiência Pública. Propostas foram discutidas e pensadas por um conjunto. Estas propostas lidas acima serão encaminhadas para o GAC para que este possa abrir canais de diálogo com a comunidade acadêmica e pensar nos assuntos que afetam o cotidiano de todos os freqüentadores do campus, não apenas o assunto Segurança.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Convocação para Audiência Pública

AUDIÊNCIA PÚBLICA:
SEGURANÇA NA UNESP BAURU

No dia 26 de Maio de 2011, o Grupo Administrativo do Campus da Unesp de Bauru (GAC), composto pelos  diretores de cada uma das três unidades universitárias, enviou um comunicado aos estudantes, funcionários e professores da Unesp, com o tema “Segurança no Campus”. Neste comunicado, o GAC afirma que vem tomando várias iniciativas quanto à segurança no campus, apesar de não ter ocorrências significativas em Bauru, e são destacadas 9 iniciativas, com o caráter de controle de acesso ao campus e controle de manifestações. Ainda neste comunicado, o GAC desacata os representantes dos estudantes e dos servidores técnico-administrativos, dizendo que são “pequenos grupos que afirmam representar algo”. Diante deste comunicado polêmico, os representantes dos estudantes e dos servidores técnico-administrativos CONVOCAM toda a comunidade para uma audiência pública com os 3 diretores que compõem o GAC, com o objetivo de esclarecer estas iniciativas de segurança e oferecer uma forma de participação e controle da administração pública para a comunidade.

Audiência Pública – Segurança na UNESP Bauru
Segunda-feira, 20 de Junho de 2011, às 17h
Anfiteatro Adriana J. Ferreira Chaves (Central de Salas)
UNESP – Bauru



Ato Contra Repressão





No dia 03 de junho de 2011, data da audiência de sindicância dos estudantes do câmpus de Araraquara, ocorreu o ato unificado em diversos campi da Unesp. Em cada campus os atos atingiram suas pautas específicas. Em Bauru o tema foi segurança e Polícia Militar no câmpus.

No dia 26 de maio de 2011 o Grupo Administrativo do Câmpus (GAC), composto pelos diretores das três faculdades locais, soltou um comunicado para comunidade unespiana informando novas medidas de segurança. Dentre elas estão incluídas o fechamento de portões, instalação de câmeras que se juntariam às medidas de anos anteriores como salas trancadas com cartões com acesso somente viabilizado por professores, proibição de permanecer no câmpus depois da meia noite e aos domingos e, por fim, a ronda da Polícia Militar dentro do campus de forma mais intensa.

Este foi o terceiro ato em seguidas semanas de manifestações no câmpus denunciando o mau uso do dinheiro público. Ele se constituiu na prisão em pátio público de uma boneca, representando uma estudante, que durou dois dias, terminando com duas procissões silenciosas apenas ao som de canto gregoriano passando por todo o câmpus, denunciando o alto nível de censura e repressão da direção. O ato foi composto por setenta estudantes amordaçados e segurando velas.

Durante a semana foi divulgado à comunidade unespiana, por meio de emails, passadas em salas e panfletagem, as ações repressivas dos diretores. Contando com a presença de 70 alunos, o ato terminou com falas esclarecendo o que significavam tais medidas e contou com apoio dos que presenciavam o ato.

No próximo dia 20 de junho, às 17h na Central de Salas Adriana Chaves no câmpus de Bauru toda comunidade está convidada para uma Audiência Pública com os diretores do GAC convocada pelos Diretório e Centros Acadêmicos, com divulgação massiva por meio de panfletagem, cartazes, divulgação em jornais para discutirmos essas medidas.

Contra a repressão!
Por uma universidade realmente pública, laica, de qualidade e por seu livre acesso!

O LDC está funcionando!!!

Fala Turma!!


Gostaríamos de divulgar o horário de funcionamento do Laboratório Didático Computacional. 
O que é isso!??!?!
Para quem ainda não sabe, é o laboratório de informática dos alunos da Faculdade de Ciências.
Quem pode usar??!?!?
Ele é aberto a todos os alunos! Basta fazer o seu cadastro lá no LDC mesmo com os estagiários e pode usar as máquinas!!

Aproveite e preencha também a tabela de frequência para que o LDC continue a funcionar.(Peça para os estagiários do LDC!!)

Aproveite o final de semestre para realizar seus trabalhos no campus sem precisar ter um notebook.

Os horários de funcionamento são:

Segunda - 8h às 23h
Terça - 8h às 23h
Quarta - 8h às 23h
Quinta - 10h às 23h
Sexta - 12h às 23h


Vamos usar o que é nosso!!

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Segundo dia de Semana Tripé

No segundo dia da Semana Tripé discutiremos na segunda mesa "Ensino, Pesquisa e Extensão: Rumos da Universidade Pública" com o funcionário Reinaldo Cervati a participação nas extensões oferecidas à comunidade e a dificuldade de se fazer presente para além do horário de trabalho.

O professor do Depto de Ciências Humanas (CHU), Luiz Fernando, vai nos apresentar a problemática que correm pelos corredores docentes em relação à produtividade e controle da mesma. E em seguida a aluna de Biologia, Deborah Salim, nos apresentará as consequências e desenvolvimento do PDI.

Já no período da noite, a partir das 19h30, a Central de Salas se tornará um espaço aberto a todos para discutirmos como unir essas três categorias, no Grupo de Discussão (GD) “Estrutura Universitária: Espaços Formais e Informais de Organização da Universidade”.

E o material apresentado nas mesas será disponibilizado depois aqui no blog! Se você perdeu alguma mesa.. aguarde!

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Inscrições: R$2,00

Aos estudantes e trabalhadores que querem participar da Semana Tripé e precisam justificar a falta é só fazer a inscrição à R$2,00 que será emitido um certificado contendo a carga horária das mesas.

Basta fazer a inscrição no local que seu certificado será enviado por email!

Mas se você quer partircipar de qualquer forma e não pode ou não quer pagar esse valor... é só chegar e entrar! Todos serão bem vindos!!!


Começa hoje a I Semana Tripé

Daqui a pouco a partir das 19h30 a Semana Tripé terá sua primeira atividade com a mesa Universidade Pública: Trajetórias e Contradições.

Primeiramente teremos a fala a ex-aluna de Rádio e TV, Patricia dos Santos, que fez parte do CACOFF (Centro Acadêmico de Comunicação "Florestan Fernandes" - que representa os cursos de Jornalismo, RTV e RP) e do DADICA (Diretório Acadêmico "Di Cavalcanti" - que representa todos os alunos da FAAC). Formada em 2008 e atualmente pós-graduanda no campus de Bauru, a Piti vai falar sobre o sucateamento no campus de Bauru, principalmente em relação ao RU.

Em seguida o funcionário da Faculdade de Engenharia, José Figueiredo, apresentará uma discussão sobre terceirização dos funcionários que é tão presente em nosso campus e nos campi em geral, como as funcionárias da limpeza e de até mesmo de alguns vigilantes.

E por fim o professor Milton Vieira falará sobre as Fundações como a FUNDEB, FUNDUNESP, dentre outras e em que elas implicam direta e indiretamente em nosso ensino, pesquisa e extensão universitário.

Após as falas haverá debate entre os presentes. Basta se manifestar! Estão todos convidados: alunos da graduação, da pós, de cursinhos, dos cursos técnicos (FATEC, ETEC, CTI), funcionários públicos e terceirizados, professores...toda a comunidade em geral!!!


Pescando no campus de Bauru





Ontem aconteceu mais um ato e desta vez foi no lago novo da "Cantina de Cima".
Para quem não notou ainda o espaço foi embelezado por R$13.000,00!!!! Isso mesmo: treze mil reais!

De uma hora para outra e em cerca de dez dias realizada luxuosa construção de um lago com carpas e inclusive com uma ponte de acesso entre a cantina de cima do campus e o estacionamento.

Esta obra foi realizada com o intuito de, segundo o diretor da FEB, Jair Manfrinato, “servir como medida motivacional para os jardineiros”. Ou seja, em vez de atender às demandas mais urgentes da comunidade unespiana, como iluminação decente, acessibilidade para os portadores de necessidades especiais, questões de higiene nos banheiros, uma passarela entre o campus e a Praça de Esportes (e a futura Moradia Universitária), livros para nossa defasada biblioteca e tantas outras, melhores salários, os diretores “brincam de decoração de CityVille” com o espaço da universidade pública!

Se você é contra o desperdício de verba pública, não se conforma que uma ponte ligando o "nada" à "lugar nenhum" tenha sido construída praticamente da noite pro dia (enquanto, por exemplo, as novelas do Restaurante Universitário, da Moradia e da Piscina se arrastam por mais de 20 anos) e custe mais que um ano de trabalho da imensa maioria dos brasileiros, junte -se a nós e venha construir o Movimento Estudantil!

Reuniões todas às quartas a partir das 17h30 na sala do Dacel lá no pátio dos DAs onde tem a mesa de sinuca.
Ou então todas às terças tem GD - Grupo de Discussão - a partir das 17h30 em frente à biblioteca.
É só chegar...

CEEUF - Conselho das Entidades Estudantis da UNESP/FATEC

No último final de semana, 21 e 22 de maio, aconteceu o CEEUF - Conselho das Entidades Estudantis da UNESP e da FATEC - no campus de Rubião Junior na cidade de Botucatu.

Contou com discussões por meio de GDs (grupos de discussão) durante todo o dia com os temas:

- Projeto de universidade, repressão e estrutura de poder e terceirização
- Permanência Estudantil
- Reorganização do ME

E a plenária ocorreu no período da tarde do domingo seguindo até o início da noite. Contou com a participação de alunos dos campi de Botucatu, Bauru, Araraquara, Marília, Franca, Rio Claro, São José do Rio Preto, Presidente Prudente.... e com a presença de 22 entidades estudantis!


Plenária

Dos pontos aprovados alguns foram:

- Congresso dos Estudantes da UNESP/FATEC (CEUF) nos dias 23, 24 e 25 de setembro ainda sem local definido para eleger o DCE-HR (Diretório Central dos Estudantes - Helenira Rezende)

- Fórum de Permanência Estudantil e Moradia para dar as diretrizes inclusive nos campi que não possuem RU e Moradia, como é o caso de Bauru

- Bolsas BAAE que atendam toda a demanda inclusive com o reajuste anual dos valores de acordo com a inflação e a partir do piso de um salário mínimo

Se você quer ajudar a construir o CEUF envie seu nome e contato para o email do Dacel: dacelunespbauru@gmail.com

E se você quer ter mais informações compareça às reuniões toda quarta-feira às 17h30 na sala do DACEL ou durante os atos!






segunda-feira, 23 de maio de 2011

Olá's!

Para quem ainda não sabe, ou só ouviu falar por aí, encaminho a programação da "I Semana Tripé - Os Pilares da Universidade Pública".
Esse é um pequeno evento que o DACEL (Diretório Acadêmico César Lattes) se propôs a organizar com o intuito de agregar alunos, funcionários e professores de todas as faculdades (FC, FEB, FAAC) da UNESP de Bauru.
Convidamos a todas as categorias das universidades da cidade, a todas as outras universidades das cidades próximas (ou não), e é claro, a toda a comunidade.
Essa universidade é nossa! Vamos ocupar esse espaço!
A Semana Tripé visa discutir entre as três categorias (alunos, funcionários, professores) da Universidade Pública as questões pertinentes a sua estrutura: ensino, pesquisa e extensão; organização das lutas nas três categorias; função social da universidade pública, seu desenvolvimento e as perspectivas dentro do sistema vigente. A proposta do evento é restabelecer/fortalecer a aliança entre as três categorias. Por isso as mesas serão compostas por um discente, um docente e um servidor técnico-administrativo, dando assim espaço de voz e participação a todos, possibilitando a perspectiva específica da categoria sobre a mesma temática.

A programação:
Local: Central de Salas Adriana Chaves

26/05/2011, quinta-feira, às 19h30
Mesa 1 – “Universidade Pública: Trajetória e Contradições”
            Aluno – Patricia Basseto dos Santos (FAAC - Aluna formada em Rádio e TV)
            Funcionário – José Figueiredo (FEB)
            Professor – Milton Vieira do Prado Junior (FC – Educação Física)
            Coordenadora: Laís Sandi Foganholo (DACEL – Psicologia)

27/05/2011, sexta-feira, às 15h
Mesa 2 – “Ensino, Pesquisa, Extensão: Rumos da Universidade Pública”
            Aluno – Deborah Regina Salim (DACEL - Biologia)
            Funcionário – Reinaldo Cervatti Dutra (AG – Seção de Vigilância)
            Professor – Luiz Fernando da Silva (FAAC – Ciências Humanas)
            Coordenadora: Camila Domeniconi (DACEL – Psicologia)

27/05/2011, sexta-feira, às 19h30
Grupo de Discussão – “Estrutura Universitária: Espaços Formais e Informais de Organização da Universidade”
Coordenador: André A.A.Padoveze (DACEL – Psicologia)

28/05/2011 – sábado, às 9h
Mesa 3 – “História de Lutas: em Busca da (re)construção de uma Universidade Verdadeiramente Pública”
            Aluno – Alexandre Hessel de Castilho (FEB - Aluno formado em Engenharia MecâniCa)
            Funcionário – José Aparecido Casteli (AG)
            Professor – Osvaldo Gradella Júnior (FC – Psicologia)
            Coordenador: Celso Silvério de Freitas (DACEL – Sistemas de Informação)

Está feito o convite! Compareçam!

Favor divulgar!


Semana Tripé: os pilares da universidade pública!!

sexta-feira, 20 de maio de 2011

ATO: Onibus dos Estudantes rumo ao R.U./Moradia

Conforme tirado na Assembleia da FC do último dia 12 de maio no Bosque, ontem, quinta-feira - 19/05/11 - às 15h30min, saiu da plataforma Biblioteca o Ônibus dos Estudantes 171 com destino ao R.U./Moradia.





Em forma de ato e cantando músicas parodiadas que tinham como referência o ônibus da Unesp. Ele foi comprado no começo do ano com um custo de 500mil reais e é regido por normas que restringiriam o uso deste para fins unicamente didáticos, impedindo assim o transporte dos estudantes para eventos acadêmicos, culturais, políticos entre outros.

O ônibus dos estudantes montado ontem rodou o campus de Bauru com grande estilo. Com a presença de 30 a 40 pessoas durante toda a tarde saimos da biblioteca, passamos pelas 50's, fomos até a cantina de baixo (Giga) passando pelos corredores das 80's, 70's e 60's até chegarmos à AG (Administração Geral). 

Nas paradas feitas no Giga e em frente à AG foi lido a Carta de Reivindicação onde colocamos os motivos do ato que foi entregue e assinado o recebimento pela secretária do GAC (Grupo Administrativo do Campus), Eunice.

Seguimos em frente, subindo em direção à ponte com carpas feita há pouco tempo na cantina de cima e de lá seguimos para a diretoria da FEB, onde novamente foi pedido a assinatura de recebimento do Diretor da FEB, Jair Manfrinato. Lá dois alunos tiveram uma reunião com o ele que durou duas horas!

Dali seguimos para a diretoria da FC e da FAAC que são no mesmo prédio. Foi visto o diretor da FC, Olavo Speranza de Arruda, saindo com seu carro, mas ainda assim conseguimos que fosse assinado o recebimento de nossas reivindicações em mãos.

Após essa parada na diretoria terminamos o ato no Bosque que segui com o Quinta no Bosque!
 

 

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Informes da Semana Tripé

E já enganchando na necessidade de articulação entre os servidores e os alunos numa aliança operário-estudantil que há tanto tempo nos chegam aos ouvidos a sua importância, damos os informes das novidades da I Semana Tripé: Os Pilares da Universidade Pública.




A terceira mesa intitulada de “História de Lutas: em Busca da (re)construção de uma Universidade Verdadeiramente Pública” foi fechada hoje com a participação do ex-estudante da Unesp Bauru, Alexandre Hessel de Castilho, que esteve por aqui entre os anos de 1999 e 2010 contribuindo em diferentes momentos históricos para a luta do movimento estudantil (ME).
E juntamente a ele e ao professor Osvaldo Gradella Junior do departamento de Psicologia já confirmado anteriormente vem o servidor José Figueiredo (FEB) que foi precipitada e erroneamente divulgado como participante da primeira mesa.

Lembrando que essa mesa acontecerá no último dia do evento, sábado 28/05 a partir das 9h na Central de Salas da Unesp Bauru!

** Serão emitidos certificados contendo o tempo de duração de cada mesa caso alguém precise justificar ausência**
** Inscrições no local com contribuição simbólica de R$2,00 por pessoa**